Saque-aniversário do FGTS: 1,3 milhão podem fazer a retirada anual em janeiro

[ad_1]

(Gettyimages)

Os trabalhadores nascidos em janeiro poderão fazer a retirada anual do saque-aniversário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) a partir desta segunda-feira (3).

Essa modalidade de saque permite ao beneficiado acessar uma parcela do seu saldo no fundo todos os anos, no mês do aniversário. O percentual disponibilizado varia de acordo com o montante acumulado.

No entanto, ao optar por essa modalidade, o profissional não tem acesso ao saldo integral do fundo se for demitido sem justa causa.

Como funciona

Os profissionais que fazem aniversário neste mês e que têm saldo no FGTS podem fazer a adesão ao saque-aniversário até o dia 31 de janeiro. O dinheiro pode ser retirado até o dia 31 de março das contas ativas, ou seja, referente ao emprego atual, ou inativas, de emprego anteriores.

A Caixa informou que mais de 1,3 milhão de trabalhadores terão direito ao saque em janeiro, o que corresponde ao valor de R$ 1,9 bilhão.

Esse grupo inclui também quem contratou a antecipação do saque como linha de crédito, modalidade que permite receber os valores antecipadamente, mas com cobrança de juros.

Vale lembrar que a migração para o saque-aniversário não é obrigatória. Quem não fizer a opção, permanece com o saque-rescisão, sistemática tradicional, na qual o trabalhador, quando demitido sem justa causa tem o direito ao saque integral de sua conta FGTS, com a multa rescisória.

O período de saques começa no primeiro dia útil do mês de aniversário do trabalhador e acaba no último dia útil do segundo mês subsequente. Caso o trabalhador não saque o recurso em até três meses, ele volta automaticamente para a sua conta no FGTS.

Como optar pelo saque-aniversário

A opção pelo saque-aniversário pode ser feita em qualquer momento pelos canais disponíveis: aplicativo do FGTS, no site fgts.caixa.gov.br, no Internet Banking Caixa ou nas agências do banco.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os valores do saque-aniversário do FGTS ficam disponíveis para saque até o último dia útil do segundo mês seguinte ao da aquisição do direito de saque. No caso dos nascidos em dezembro, o dinheiro fica disponível até 28 de fevereiro.

Caso o trabalhador não retire o recurso até este prazo, o dinheiro volta automaticamente para a conta do FGTS.

O resgate do dinheiro pode ser feito pelo aplicativo FGTS, disponível para tablets smartphones dos sistemas Android e iOS. Nesse caso, o trabalhador pode programar a transferência do dinheiro para qualquer conta em seu nome, independentemente do banco.

As retiradas também podem ser feitas nas casas lotéricas, terminais de autoatendimento e correspondentes Caixa Aqui, com o Cartão Cidadão, senha e documento de identificação.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:

[ad_2]

Source link

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*